Início / Entrevistas / Underground Lusófono Entrevista: Alkappa

Underground Lusófono Entrevista: Alkappa

Trago-vos mais uma entrevista exclusiva, desta vez com o rapper angolano da nova escola Alkappa.

Underground Lusófono: Quem é o Alkappa?
Alkappa : Alkappa, é um rapaz de 20 anos residente em Angola, Que Nasceu nas ruas de Luanda, Falar Do Alkappa e Falar De teimosia, Inteligencia, Esperança, Resistência e Trabalho
Alkappa Também é conhecido por miúdo das palavras sem roupas e pela suas musica, que é algo muito nutritivo para Educação. Eu não gosto muito de falar de mim prefiro que os ponto de vista de outras pessoas falem por mim, Mas eu não sou o que o ponto de vistas das outras pessoas pensam
Underground Lusófono: Com tantos rappers em Angola com nomes que terminam com “kappa” porque que optaste como teu nome artístico Alkappa?
Alkappa : Eu ja utilizei vários nomes para ficar como meu retrato, mas parei e pensei em juntar as letras do meu nome do registo. Alkappa é sinonimo do meu nome do registo. isto é
A-ndré
L-ando
K-Kixindo
Kappa, porque sempre sonhei ter nome artistico que leva a letra K, Porque os artistas que me inspira os seus nome leva a letra K, Por exemplo: Keita Mayanda, Mck, Kool Klever etc…
Underground Lusófono: Como e quando começou a tua paixão pelo rap?
Alkappa: Eu comecei a ouvir rap no ano 2002, graças ao meu tio que tem o nome de Sabalo, foi ele quem meteu a ouvir a primeira musica que tinha o estilo de rap. a primeira musica que eu ouvi foi do Fhada Mack “Laranja” a Segunda foi da Army Skuad “Cabeça Vacia” da i eu comecei a curtir de rap e procurei ouvir mas. mas a minha paixão nasceu mesmo quando eu ouvi rappers revulucionarios como Brigadeiro 10 Pacotes, Naice Zulo e Bc, e Mck
Underground Lusófono: O que é que te incentivou a fazer rap?
Alkappa: Foram os beats , amor que eu tinha pela musica e os Meus colegas do Amos Comenio.
Underground Lusófono: Quais foram as tuas influencias?
Alkappa: As minhas influencias desde sempre foi a filosofia da minha vida e da vida do outros e as musicas com estilo de rap, que eu sempre ouvia.
Underground Lusófono: Donde vem a tua inspiração?
Alkappa: Normalmente eu digo que as minhas musicas e o retrato do outro lado do alkappa fora das musicas, normalmente eu me inspiro na realidade na dor que não cabe numa caneta
Minha Inspiração vem da minha vida, das pessoas que me depositam confiança. Dos rappers que me deixam pasmos com as suas rimas.
Underground Lusófono: No ano passado (2013) lançaste a tua mixtape “A Cobra Mata-se Ao Nascer”. O porque do nome “A Cobra Mata-se Ao Nascer”?
Alkappa: normalmente os títulos que eu atribuo nas minhas mixtapes, são retrato da minha vida tudo que eu falo nas minhas musicas é a minha realidade. Eu dei o titulo de “A cobra mata-se ao nascer “ porque eu quero matar o mal muito antes de nascer e eu vi que a melhor forma de fazer isto é dar conselhos a quem não vive com a experiência.
Underground Lusófono: Qual é a mensagem que procuraste transmitir nesta mixtape?
Alkappa: Amor, retrato da educação que muitos pais passam a seu filho, educação social, etc
Underground Lusófono: 95% das mixtapes são feitas com beats usados (descarregados da net) e a tua como foi?
Alkappa: Os beats que eu utilizo nas minhas mixtapes são todos descarrgeado na internete
Underground Lusófono: Tens quantas Mixtapes e Eps nas ruas?
Alkappa: Tenho 2 Mixtapes.
Underground Lusófono: Como tu vês o hip hop underground feito em Angola actualmente?
Alkappa: Segundo a teoria esta fixe, mas segundo os factos esta podre…
Underground Lusófono: Projectos para o futuro?
Alkappa: Lançar a minha nova mixtape que tem o titulo de: ” Nunca Perca o Seu Tempo Com Pessoas Que Não Querem Perder o Seu Tempo Contigo “.
Underground Lusófono: Para terminar deixa uma linha de freestyle para o pessoal que acompanham o movimento.
Alkappa: Eu só o Akappa, rijo como a palavra…
Teimoso com a força duma manada…
Esses rappers estão sempre apontar os erros alheios…
Mas com dedo sujo…
A mentalidade do repper ou ouvinte que diz que o meu
Repper é fraco, mentalidade desde ouvinte ou rapper é
como agua parada, não avança…
Quando assunto é desenvolver um tema Fridoli sabe que
A minha língua fica tipo uma lamina…
Eu não sou carga….
Mas estou a Metre escritor e escritoras gagas…
Comentários

Sobre Underground Lusófono

O maior site de Rap Underground feito na Lusofonia aka CPLP! Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal,Timor-Leste, São Tome e Principe.

Além disso, verifique

Vídeo: Intelektu – 500 Mil Euros na ostentação

Intelektu, acaba de lançar o videoclipe oficial do tema “500 Mil Euros na ostentação”. Angola …

%d bloggers like this: