Início / Rap Lusófono / Vídeo: Quarto Corrupto – Já não é a mesma coisa

Vídeo: Quarto Corrupto – Já não é a mesma coisa

Quarto Corrupto lança nova música com vídeo intitulado “Já não é a mesma coisa”.

Letra – Refrão:

Porque eu sinto, que já não é a mesma coisa
Mas não importa, também não foi minha a escolha
Faz o que te faz sentir bem
Eu vou fazer o mesmo também
Porque eu sinto, que já não é a mesma coisa
Mas não importa, sabes bem de quem foi a escolha
Faz o que achas que me faz sentir mal
Mas eu nunca vou sentir igual

Rima (Zeca):

Olá, como é que estas tu que passas te pela minha vida?
Iludido sonhava contigo, queria-te achava te uma querida
Tornas-te o meu inverno cheio de cor e transmitiste-me energia
Positiva ou negativa, foda-se eras o meu dia-a-dia

Palavras sábias quero que saias mas q te lembres de mim
Disseste “amor espero que saibas que te adoro confia em mim”
Acordei contigo ao meu lado com um abraço no meio do escuro
Fizeste um poeta ficar calado as borboletas é que faziam barulho

Quando acabou disseste que era incrivel para eu nao ficar triste
Prometeste a nossa amizade, poupa-me ela nem sequer existe
Dizem que o amor nao se ve e tudo começa com um beijo
Contigo aprendi o motivo de nao o ver, que se foda so acredito no que vejo.

já me declarei a ti de mil maneiras até de forma acústica
Pena que tu nasceste para os gaijos e eu nasci pra música
Até um dia em que te arrependas e relembres o passado
Procuras e encontras os poemas mas estes já amassados

Rima (MND):

E porquê que o tempo passa e não volta para trás?
Na busca da felicidade e também de um pouco de paz
quiseste algo novo intenso e com nivel
mas só deste algo velho, fraco e sem nivel

E mesmo quando eu nada tinha, eu dava-te tudo
fazia dos meus trocos, ouro, para teres tudo
E agora já sei porquê que dizias que eu te completava
Gastei tudo o que tinha só para não te faltar nada…

Foram promessas quebradas por decisões mutuas
chegaste-me a dizer que eu só te falava coisas estupidas
mas não percebo como és capaz de dizer uma coisa dessas
agora sei que é só por ti que tu te interessas

Já não é mesma coisa mas isso também já não importa
afinal aprendi a ver bem as coisas do que me conforta
fecho de vez mais um capitulo deste meu livro
em busca de um sonho que possa ser o meu porto de abrigo.

Rima (XL):

E se algum dia sonharia, que a escolha fosse minha
Nunca faria a folha para quem a folha me escolheria
A folha encolheria quando eu escrevia
Porque essa hipocrisia travava a criatividade e dava-me azia

E o que eu fazia era tema pa quem queria
Saber donde vinha a inspiração para hoje ser o dia
E se eu sabia que via poesia viva
Envolta numa vida fodida onde cada facada não deixava ferida

Podem-se por se é pa supor, mas se é som vou depor
Ouve isto mor, ouviste mor? eu disse que já não sinto dor
Ja não espeta a faca, faças o que faças
Estou quente o suficiente para caminhar por cima das brasas

Se não é a mesma coisa, quem tem culpa no meio?
Ao passar de um mano q curto para um gajo q odeio
Isso é feio, falsos preparem-se pro q se segue
Agora eq vão ver o q é sofrer sejam bem-vindos a Kiev

Refrão:

Porque eu sinto, que já não é a mesma coisa
Mas não importa, também não foi minha a escolha
Faz o que te faz sentir bem
Eu vou fazer o mesmo também
Porque eu sinto, que já não é a mesma coisa
Mas não importa, sabes bem de quem foi a escolha
Faz o que achas que me faz sentir mal
Mas eu nunca vou sentir igual

Comentários

Sobre Underground Lusófono

O maior site de Rap Underground feito na Lusofonia aka CPLP! Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal,Timor-Leste, São Tome e Principe.

Além disso, verifique

Vídeo: Lhast e Dillaz – O Clima

Assista aqui o videoclipe do single “O Clima” de Lhast e Dillaz. Lhast e Dillaz …

%d bloggers like this: