Início / Beefs / Zap San ataca Projota em palco; entenda a versão de cada um!

Zap San ataca Projota em palco; entenda a versão de cada um!

Na noite do último sábado (26), Projota fez um show na cidade de Indaiatuba, porém no meio do show foi atacado a socos em cima do palco por Zap San, vamos expor os 2 lados da moeda aqui, então vamos ao inicio.
O MOTIVO:
Segundo Zap San
O grande motivo para tal ataque foi uma música que Projota fez para o primeiro disco de Zap San, chamado “A Importância Disso“, que inclusive já foi lançado para download gratuito na internet.
Como dito a música já está no disco que já foi lançado; o problema seria que Projota não tinha ainda assinado um contrato no qual abdicaria seus direitos na edição da música (vide Royalties), para assim Zap San lançar o disco físico, ou seja comercializa-lo. Tento em vista que Zap San já havia mandado prensar o disco e que o mesmo diz não ter interesses financeiros sobre o disco.
Lembrando que Zap San também já produziu gratuitamente 2 músicas de Projota, “Ordem e Desordem” e O Mundo é dos Loucos”.
Segundo Projota
“No ano passado esta pessoa me convidou para participar do seu disco, e eu aceitei, escrevi minha parte, gravei, enviei as tracks e agi conforme devemos agir, a forma correta.
Quando agora, recebemos um contrato para assinar sobre a autoria da obra, e neste contrato existe um termo onde eu abdicaria dos meus direitos na EDIÇÃO da música. Sabendo que temos uma editora e que editamos todas as músicas através desta empresa, isso não tem lógica.” disse Projota
RESUMO:
Segundo Zap San
Após toda a confusão Zap San decidiu abrir mão do lançamento do disco físico, “Por muito tempo, alimentava um sonho (desde os 11 anos de idade). ao qual tive o máximo de capricho, FAZER O PRIMEIRO DISCO. ” disse Zapa San.
E explicou por que reagiu daquela forma, “Quero que saibam que antes de reagir dessa forma inesperada. até mesmo (por mim), eu enfrentei 60Km’s da cidade de sorocaba à Indaiatuba pra tentar resolver o protelado problema mas mesmo assim, o mesmo (Projota) além de não vir pessoalmente falar comigo, me deixou a mercê de seus produtores Kuririm e DJ Caíque, ao qual devo imensas desculpas. pois
se prontificaram de tentar resolver o problema negligenciado, ignorado há mais de um mês.”
E também disse que foi agredido pelos seguranças do Projota “saibam que além de dinheiro perdido pra concretizar essa missão, perdi de ficar mais um sábado com minha família, filha e esposa….pra tentar resolver esse descaso ao qual fui submetido!”
“Portanto,só quero que fique registrado, além de ter sido ignorado após 60 Km’s de distância, fiz o ataque e fui agredido por seguranças e fãs pelo subto espasmo, novamente fiquei com o prejuízo, além de os ferimentos dos “cães de guarda” do Thiago Sabino (ou da casa), perdi meu relógio e boné…. também devo quase R$ 3.000,00 para a fábrica Ponto4 que já repoduziu as primeiras 1.000 cópias dum trabalho que nem será lançado” completou o rapper
Segundo Projota
Projota disse que foi solicitado a Zap San que o detalhe de “abdicação dos direitos da música” fossem retirados do papel para que ele pudesse assinar e assim o CD físico sair, “Apenas foi solicitado pelo escritório competente sobre meu trabalho, que esse detalhe do contrato fosse alterado e eu assinaria com prazer.“
Projota também disse que Zap San não deveria ter enviado os discos para a fábrica antes de resolver a parte burocrática, e disse que Zap San levou o mesmo contrato que foi recusado para Indaiatuba, “ele foi até INDAIATUBA ontem carregando o MESMO CONTRATO me pedindo pra assinar, mas era o MESMO CONTRATO. Por que não alterou? Por que não entrou em contato com a Faz Produções para esclarecer este detalhe e tentar encontrar uma solução?…Foi até lá atoa, pois se meu advogado me diz, não assine este documento, eu não assino, aquilo pode me prejudicar.”
Sobre a agressão á Zap San, Projota disse “Ele caiu no chão, tamanha a força empregada no golpe. Foi levado para fora da casa pelos seguranças, que nem sequer o agrediram, onde levou um soco na face dado por uma MULHER indignada.”
Condensando tudo isso, o principal motivo para tal fato foi os “direitos autorais da música em questão“, que segundo Projota ele não podia ceder todos os direitos a outra pessoa “Tenho música com DBS, Alexandre Carlo (natiruts) ambas também gravadas ano passado, pessoas que estão aí há muito tempo e sabem que o correto é o correto, e a autoria também é minha e não existe lógica eu abrir mao disso, empreguei tempo e esforço para escrever minha parte e gravei e me dediquei a isso” disse Projota.
Porém ao que parece, Zap San ficou indignado porque ele já havia cedido 2 beats de graça, na camaradagem e sem burocracia para Projota, “agradeci de coração as parcerias fechadas em alguns (dois) instrumentais, por minha parte, cedidos a ele, (sem nenhum custo) continuei a agradecer, quando aceitou participar de uma música entitulada “Frases” que viria a fazer parte de um trabalho fonográfico, mas vi o mesmo fazer a parte mais difícil, que considero escrever , gravar e enviar…. mas na hora de autorizar( pra mim) parte mais simples e adaptável no setor que consideramos “RUA” vi o mesmo me enrolar e atrasar tal sonho que carregava há tantos anos” contou Zap San.


Leia na íntegra a declaração de Zap San

Leia na íntegra a declaração de Projota

Fonte: RND.

Comentários

Sobre Underground Lusófono

O maior site de Rap Underground feito na Lusofonia aka CPLP! Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal,Timor-Leste, São Tome e Principe.

Além disso, verifique

Kid MC, Fly Skuad e Lucassio já não são artistas da Mad Tapes

Os rappers Kid MC, Fly Skuad e Lucassio (Colectivo Império) já não fazem parte da …

%d bloggers like this: