Início / Rap Portugal / Dj Ritchelly promove novos talentos com o projecto “A Recolha”

Dj Ritchelly promove novos talentos com o projecto “A Recolha”


Com objectivo de promover novos talentos nos estilos Hip-Hop e RnB, Dj Ritchelly tem mantido desde Setembro do ano passado um projecto denominado “A Recolha”. O sétimo volume, disponibilizado neste final de semana (20 de Janeiro) conta com 17 músicas de artistas angolanos com pouca ou nenhuma.

“Normalmente anúncio as recolhas pelas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ouço as músicas que me são enviadas, muitas vezes mixtapes e EP e retiro as melhores músicas ou as com melhor aproveitamento. Essa compilação depois fica disponível de forma grátis nas redes sociais e nos canais de download”, refere Dj Ritchelly.

A participação ao projecto por parte dos artistas é livre e podem se candidatar músicos residentes em Angola ou no estrangeiro. Por intermédio de Dj Ritchelly esses artistas pedem interagir entre si e daí surgir trabalhos colaborativos. A primeira edição do projecto “A Recolha” saiu em Setembro de 2017. Neste mês saíram quatro compilações.

Tracklist:
01 Intro DJ Ritchelly
02 Legaliza (Ft. Arletcheck) – Drvg Vibe
03 Mais 1 Dia – Heguel
04 Be Mine – Rocka
05 Aqui Tá Fixe – Grave Infinita
06 Tu (ft. Adjay) [Prod. Keel Beatz] – BCM
07 Minha Gangstar Ft Juel Kilory & Erickson Fresh – Closed Family
08 Cai no meu biva – Pedro Sic x Daniel Buddah x Floca Leef x Jorge Gourgel
09 Sopros Feat.Lul Jorge – Man Parras
10 Champagne (ft. Dimitri Masso) – Rodrigo Ouro
11 Senti – Bruno Diniz
12 Nos 2 – 3 L
13 Minha Banda – Crazy Boy
14 Deixa Viver (Ft. Hedimauro Smoker & Samuel Beats) – Sillylson Feisha
15 Aonde? (Prod. Phantom Ivy & Beat Freak) – Maui Uawie
16 There You Go – Johnny Cash
17 Realidade (Ft. Salomao Rei) – Genuino Ventura

Download

Sobre Dj Ritchelly

Rui Ritchelly Benoliel Ferreira mais conhecido por Dj Ritchelly nascido aos 05 de Outubro de 1992 em Luanda apaixonou-se pela música quando ainda pequeno. Aos 9 anos, o menino Ritchelly já gravava cassetes por influência do seu Tio Terêncio Africano que na altura trabalhava na Rádio Luanda. Rui Ferreira foi aumentando esse gosto e em 2002 quando recebe o seu primeiro computador teve a ideia de colecionar músicas, gravando assim CDs, o que resultou numa “mala de discos”, a arma de todos os DJs. Com a ajuda de seus tios surge DJ Ritchelly que aos 13 anos começou por tocar em festas de família. Em 2006 conhece Cláudio Silva A.k.a “DJ Bolinha” e José Henriques “DJ Wateva” vizinhos de Ritchelly no Projeto Nova Vida, os dois DJs e amigos contribuíram imenso para evolução do DJ Ritchelly. Em 2007 DJ Ritchelly consegue o seu primeiro contrato para tocar em um pedido, passando assim de amador para profissional. O jovem DJ impressionou com a sua performance e como consequência ganhou mais contratos. Rui Ferreira foi evoluindo e no final de 2008 decidiu modificar a sua forma de “tocar” optando mais pelos estilos Hip-Hop, Rap, R&B e Dance-Pop, dai surge a grande paixão pelo Hip-Hop alimentada pelos inúmeros vídeos e noticias que assistia sobre esse estilo de música nos canais televisivos como MTV e Trace Urban sob influência de sua irmã e da tia.
Comentários

Sobre Underground Lusófono

HipHop/Rap Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal,Timor-Leste, São Tome e Principe.

Além disso, verifique

Vídeo: Bdjoy – Rap do Meu Corpo feat. Bambino e DJ Stereossauro

Bdjoy lança o videoclipe da música Rap do Meu Corpo, que conta com a participação …

%d bloggers like this: