Início / Breaking / BRASILEIRO B.BOY RATIN FALA SOBRE O DESCASO DO PODER PÚBLICO EM RELAÇÃO AOS MOVIMENTOS CULTURAIS EM CIDADES PEQUENAS

BRASILEIRO B.BOY RATIN FALA SOBRE O DESCASO DO PODER PÚBLICO EM RELAÇÃO AOS MOVIMENTOS CULTURAIS EM CIDADES PEQUENAS

Falta de patrocínio, de incentivo, de estrutura e equipamentos para treinamentos são algumas das dificuldades comuns na prática do Breaking no Brasil.

França – Segundo B.Boy Ratin em relação ao poder público, hà muito descaso quando se trata de cultura periférica. “Quando um gestor de cultura expulsa uma turma de um local que não tem legalidade para estar ali, ele nunca aponta a solução, não ajuda aquela turma a fazer um ofício para continuar no local, nunca tentam algo melhor para aquela turma”, afirma Ratin que já passou por diversas dificuldades para praticar o breaking em sua cidade natal (Sertãozinho).

Ratin disse que certa vez em sua cidade, os B.Boys e B.Girls foram despejados de um local de treino por que segundo o gestor de cultura, eles estavam riscando o chão do espaço (Um corredor onde passa muita gente diariamente). Simplesmente os despejam e não dão nenhum suporte para eles continuar a prática do esporte em outro local.

Após ver o vídeo lançado recentemente pelo B.Boy em sua página do Facebook, o Portal procurou o artista para saber mais sobre este assunto que é assunto de discursão há anos.

B.Boy Luizin Ribeiro – Na sua opinião, o que pode ser feito para mudar esta situação? O que você faria para que esta situação fosse corrigida?

Ratin – Não votar em político e gestores que não tem comprometimento com a arte e cultura. Desde o presidente, governador, prefeito e os demais. Sempre buscar alternativas aqui na europa, por exemplo: 70% dos espaços concedidos para arte e cultura são lugares particulares que apoiam o movimento. Não podemos ficar esperando só por políticos mas sempre bater de frente e reivindicar o que é nosso por direito. Se organizar é fundamental. Um movimento bem organizado é difícil de ser derrubado.

B.Boy Luizin Ribeiro – Qual é a mensagem que você passa para as pessoas que passa por dificuldades e não possui um lugar para treinar?

Ratin – Nunca desista de suas ideias por falta de apoio e patrocínio. Continue e repasse a sua arte para frente. O Brasil é um país muito forte em questão de arte e ao me ver, está caminhando para um sistema novo de política onde a arte e cultura será mais desvalorizada. Precisamos nos manter firme.

Confira o vídeo na íntegra:

 

Sobre B.Boy Ratin

B.Boy Ratin é Gustavo Cabral (25), natural de Sertãozinho,SP. Iniciou no Breaking no ano de 2005, aos 13 anos de idade, mas ele sempre teve uma ligação indireta com a dança desde criança, o B.Boy foi influenciado por alguns  vídeo clipe norte americano e via algumas pessoas dançando, então Ratin passou a tentar executar passos juntamente com seus amigos pela rua afora, até que um certo dia recebeu um convite de um dançarino de Breaking mais velho que o viu dançando. Ratin disse que no primeiro dia em que apareceu no treino, avistou de imediato um racha de Breaking, de lá pra cá Ratin continuou na dança e treinou incansavelmente. Como uma boa parte dos dançarinos de breaking, B.Boy Ratin passou por várias dificuldades entre ela a falta de estrutura.

Atualmente ele coleciona importantes títulos nacionais e internacionais, eles são: No Brasil Ratin foi Bi campeão da Red Bull BC One Cypher Brasil, Breaking Combate, King Of The Beat (Intime Culture) e Master Crews.

Internacionalmente foi campeão da Red Bull BC One Final America Latina e Hip Hop Contest na França.

Segundo Ratin, ele não tem um ponto final aonde quer chegar com o Breaking. Para ele o mais precioso do Hip Hop é aprender, trocar conhecimento, conhecer pessoas, viver a cultura.

Quer ter sua matéria publicada aqui gratuitamente? Envie sua release para contatoculturaurbana@gmail.com

Comentários

Sobre B.Boy Luizin Ribeiro

B.Boy Luizin é conselheiro suplente da dança no Conselho Municipal de Políticas Culturais de Ipatinga, empreiteiro de obra civil,criador de conteúdo,BBoy, repórter, assessor de imprensa, fundador do Portal de Cultura Urbana e o Jornal Agora Vale Do Aço.

Além disso, verifique

NO BRASIL, MENINA DE 7 ANOS É INDICADA ENTRE OS MELHORES DO PAÍS NO BREAKING

Ela se chama Chaya Gabor, na dança conhecida como B-Girl Angel, com apenas 7 anos …

%d bloggers like this: