Home / Entrevistas / Underground Lusófono Entrevista: Daniel Shadow

Underground Lusófono Entrevista: Daniel Shadow

Boas pessoal!
Trago-vos a primeira entrevista do ano(2015) com o rapper brasileiro Daniel Shadow, fundador do grupo Cartel MCs e do selo TuduBom Records. Recentemente o rapper lançou o seu primeiro álbum a solo “Tudo Ou Nada“.

Quem é o Daniel Shadow?
Apaixonado por arte, desenho desde que me entendo por gente. Estudei design gráfico e passei quase 10 anos da minha vida como Diretor de Arte em agências de publicidade. Descobri o Rap aos 13 anos de idade e nunca mais me separei dele.

O que é que te incentivou a fazer rap?
O primeiro contato com Rap foi pelo disco The Chronic, do Dr Dre, aos 13 anos. Me impressionei com o ritmo e a energia daquela música. Quando ouvi Tupac pela primeira vez, descobri que era aquilo que eu queria fazer da minha vida.

Donde vem a tua inspiração?
Da vida, de tudo que eu vivi, vi e ouvi. Não necessariamente escrevo sobre coisas que aconteceram comigo mas que podem ter acontecido com algum amigo, parente, etc.

Recentemente lançaste o teu primeiro álbum a solo, o “Tudo ou Nada”. O porque do nome “Tudo ou Nada”?
A maior aposta, é exatamente isso que esse álbum representa pra mim. Já fiz bastante coisa nessa minha trajetória pelo Rap (mais de 15 anos) mas nada se compara à importância desse disco.

Qual é a mensagem que trouxeste para os brasileiros neste álbum?
Viver intensamente, contemplar cada momento e SEMPRE apostar TUDO. VIVER não é EXISTIR.

Muitos desses anos de carreira foram dedicados aos Cartel MCs, como é que decidiste lançar o teu primeiro álbum a solo? Foi fácil dar o passo em frente?
Não, nenhuma grande decisão é fácil de ser tomada. O Cartel foi uma experiência incrível, aprendi muita coisa. Hoje, vejo que saí no momento certo, tanto pra mim como pro grupo.

SHDW_01-2B-2-Quais foram as dificuldades que tiveste para lançar este álbum?
Acho que as maiores deficuldade são internas, vêm da nossa consciência. À partir do momento que você decide fazer, tem que reafirmar essa decisão o tempo todo, pra você e pro universo. É um teste atrás do outro, onde só quem tem coragem consegue atingir o objetivo. Já me considero um vencedor, independente do sucesso do disco.

Em termos de produção e participação, quais são os produtores e músicos que trabalharam contigo?
Trabalho de forma independente, sou sócio do selo Tudubom Records (com Henrique MãoLee e Filipe Ret) e tenho minha equipe de produção/venda de shows. Nesse disco, contei com a participação vocal de Filipe Ret, Haikaiss, Luccas Carlos, Valmir Nascimento e Luana Mariano. Nos beats, participaram Mr Break, Garret Welldone (do Canadá), Neguim Beats, Neo Beats, Terror dos Beats, WC Beats e MãoLee que assina a produção executiva do álbum comigo.

Fala-nos um pouco da TuduBom Records, como e quando aparece no movimento HipHop underground Brazuca?
A Tudubom Records nasceu à partir da união de Shadow, MãoLee e Ret e apareceu na cena do Rap Brasileiro em 2012, com o lancamento do disco “Filipe Ret – Vivaz”. De lá pra cá, viemos rodando o Brasil e levando o nome do Rap Carioca pro mundo.

Como tu vês o HipHop underground feito no Brasil actualmente?
Evoluindo diariamente, revelando artistas e produtores talentosos, conquistando fãs e consolidando a cena do Rap Nacional.

www.facebook.com/daniel.shadow
www.danielshadow.com.br

Comentários

About Underground Lusófono

HipHop/Rap Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal,Timor-Leste, São Tome e Principe.

5 comments

  1. A carreira solo é muito difícil, porque no grupo tem mais opções e tal.. agora sozinho a pessoa tem que gostar do som, das suas letras e da sua pessoa.. tipo que você acaba se tornando tudo que tem num grupo em um só.. e a intenção é agradar todo mundo com isso ta tlgd.. eu acredito no seu trabalho Shadow, tá cada vez melhor, vamos ganhar esse mundão ai fora, que o mundo já é seu, te amo. <3

  2. MUITO FODA!!!Parabéns pelo Trabalho!!!

  3. Que disco foda!!Parabéns Mano!!!Que o seu talento aumente a cada dia e que sua música brote nos corações de mais pessoas…

  4. Que venham os próximos CD’S rapnacional quebrando barreiras

  5. amo esse album! parabens Shadow!

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: