Home / Rap Angola / Brevemente: Jorge Intelekto – Melanina

Brevemente: Jorge Intelekto – Melanina

Melanina_Brevemente_n
No nosso país (Angola) o problema persistiu mesmo depois da desvinculação e término do jugo colonial; o preconceito racial deixou de ser apenas de uma para com outra raça e passou a sê-lo do homem preto para consigo mesmo; O auto-ódio. Fomos ensinados a acreditar que o tom de pele mais escuro e o cabelo crespo eram ruins e significavam menos beleza. Juntando a isso o facto de o sistema social estar montado de modo a facilitar a inclusão dos de pele mais clara.

O que se vive hoje é só consequência. Consequência de mais de 400 anos de escravidão e mais ainda, da actual máquina propagandista da superioridade racial que funciona a todos os níveis. Não é por acaso que a indústria televisiva não se inibe de mostrar o homem preto apanhando chibatadas, em estórias fantasistas sobre a escravatura, mas na altura de mostrar a nobreza do antigo Egipto, por exemplo, “enganam-se” do tom de pele dos actores.

É necessário conhecer a história de África, a verdadeira História, porque só conhecendo-a vamos reaprender o valor de um povo de rainhas e reis, um povo pacífico, um povo nobre.

Comentários

About Underground Lusófono

HipHop/Rap Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal,Timor-Leste, São Tome e Principe.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: