Home / Rap Lusófono / Single: Mundo Escuro – Eu Juro

Single: Mundo Escuro – Eu Juro

Sucessor do tema “Rap & Reggae”, “Eu Juro” é o título do novo single dos Mundo Escuro. Desta forma, a banda continua a trilhar o caminho para o lançamento do seu primeiro álbum, que estará disponível nas principais lojas digitais a partir do dia 20 de novembro.

A história dos Mundo Escuro começou em 1995, altura em que o Bairro Sul Ponte no Pinhal Novo (Margem Sul) viu nascer o grupo S.O.R. (Son’s of Rap), composto por Da Kriminial, Darkness, Fantasma e Psycol Mantis. Influenciados pela cena Hip Hop e por tudo o que os rodeava, tentavam expressar-se através da música com os poucos meios que tinham.

Nesse mesmo ano, conheceram o Dj SAS, que veio a ser um elemento fulcral para o desenvolvimento e a aprendizagem do grupo, uma vez que vinha da escola francesa, onde a cultura Hip Hop estava a anos-luz da que se vivia em Portugal. Foi o Dj SAS que os baptizou de Mundo Escuro, devido à falta de iluminação que havia – nome adotado pelo grupo desde então.

Várias foram as pessoas que, ao longo dos anos, foram passando pelo grupo, deixando, naturalmente, a sua marca. No entanto, a formação atual é composta por três elementos – Anirac (Carina Teixeira), Darkness (Hélder Constantito) e Fantasma (Dário Constantino) –, que se fazem acompanhar nos concertos pela ME Band.

Da discografia do grupo, faz parte a Mixtape “Primeira Intifada – Margem Sul” (2011) e o EP “SOS Racismo” (2012) – este último feito em parceria com a instituição homónima. Após vários concertos realizados entre 2012 e 2013, surgiu a necessidade de se dedicarem à conceção e à gravação de um novo trabalho em 2014 – ano em que assinaram com a Music In My Soul.

Os Mundo Escuro afirmam que o Rap é da rua, mas que não é só para a rua – o Rap é para quem se identificar com ele. Projetando-se da Margem Sul para o mundo com uma identidade própria e sem esquecerem o passado, encaram o futuro com uma visão sólida e definida do seu papel: fiéis aos princípios básicos da cultura Hip Hop, mas em constante evolução, absorvendo influências dos mais variados géneros musicais.

Comentários

About Underground Lusófono

HipHop/Rap Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal,Timor-Leste, São Tome e Principe.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: