Home / Destaques / Ektoplasma ft. Skit Van Darken & Ngana MC – 99%

Ektoplasma ft. Skit Van Darken & Ngana MC – 99%

Ektoplasma ft. Skit Van Darken & Ngana MC - 99%
Lança-se hoje “99%” música promocional do projecto colaborativo de Ektoplazma com participações inéditas de Skit Van Darken e Ngana aka O Peregrino da verdade, e é este o ponto de ebulição de umas músicas mais “ofensivas” do Rap Angolano nos últimos meses.

Download

Ao contrário do que acontece geralmente: Underground Vs Mainstream, nesta faixa os artistas atacam directamente e de forma aberta seus congéneres do Underground Rap, por alegada inércia, falta de compromisso, bajulação e amiguismo.

“Fodam-se as vossas labels/, rasgo a puta do vosso logo/
com uma ngala de Jack Daniels, depois, bebo uma Black Label/
e compro bonecas sexuais com os restantes Euros,/
o Rap Angolano tem mal-cheiro/
como conas mal-cheirosas das putas do Kero do Morro Bento/
99% dos Rappers Underground são pobres e não têm talento/….”

Escutam-se nas primeiras linhas do Rapper e também Beatmaker oficial da obra Skit Van Darken, um forte muro no estómago de outros fazedores nos País. O Rapper contactado justifica tais afirmações como “True Talk” pelo facto de a maior parte dos rappers independentes serem de forma prática incapazes de criarem condições estruturais e infra-estruturais para manterem-se e alcançarem seus objectivos algo que o Rapper alega fazer como se escuta nos versos que se seguem:

Produzo o que canto/
sustento o que escrevo/
tu imploras para cantar como puta para levar no “tecu”/

O Rapper não hesita em marcar posição na cena nacional tendo como boa base justificativa os 10 anos de existência da Skit Company Records por ele fundada a celebrar-se no ano de 2020.

Na segunda presença, Ektoplazma, sai atacando um outro rapper, provavelmente “Lord Bush”, como resultado de uma longa jornada de desentendimentos ou atritos que nós (Skit Company) desconhecemos as causas e origens, mas ouve-se ao meio de sua estrofe o seguinte:

“Onani Master* o que cantas espelha o que tens no cú/
detergente é o que te falta para a purificação do cérebro/”

*Onani Master é uma referência clara à um dos trabalhos do Rapper supracitado e aqui é usado para atingi-lo.

Ngana MC, mais comedido apresenta barras com extensa profundidade lírica relevando África enquanto berço da humanidade e da cultura e alerta para a desonestidade dos MC’s nos dias de hoje ao encerrar sua estrofe afirmando ser “verdadeiro undeground, anti-desonestos”

Aspectos técnicos

A música incia com extractos de declarações de uma das vítimas do 27 de Maio, Nito Alves, que acusa a co-existência de revolucionários e contra-revolucionários como uma ameaça à construção de um país democrático revolucionário e de direito. Estas declarações espelham bem o carácter da música que é o de “separar as águas”.

Como refrão a música conta com scratches de “Slice Putrefacção Etérica ou simplesmente DJ Astaroth” que é um dos pseudónimo do próprio Skit Van Darken. Os cutz que se seguem são da música “99 pa cent” de Jeru The Damaja que diz: “99 percent of these suck dick in the industry” que em português significa: 99% destes niggas chupam pilas na indústria, o que condiz com as acusações e as alegações do artista que abre a música.

As gravações de Skit Van Darken e Ektoplazma foram realizadas por Marcial Khaleya (Aguasturvas) para a Skit Company sendo este também o responsável pela pré-mistura e estando a mistura final e a “masterização” a cargo de Skit Van Darken. A voz de Ngana MC foi captada pelo mesmo na Bunker produções para a Skit Company e tem qualidade beliscada com audível e visível saturação excessiva que pode incomodar alguns ouvintes. Mas, nada que não seja compensado pelas excelentes linhas que o mesmo entrega na faixa.

A capa esteve a cargo de Teresa Nseka pela Skit Company Records e de forma resumida excelente.

Comentários

About Underground Lusófono

HipHop/Rap Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal,Timor-Leste, São Tome e Principe.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: