Início / Entrevistas

Entrevistas

Abril, 2018

  • 25 Abril

    Underground Lusófono entrevista: Pekagboom

    Saudações mundo do Rap, Hoje trago-vos uma entrevista feita exclusivamente por nós, espero que gostem e conheçam mais sobre o artista entrevistado. Para quem nunca ouviu as músicas do Artista, Assista os Vídeos e Baixe o Álbum. Vídeos: PEKAGBOOM- Mãe Africana (Vídeo Clip) Música , Produção: Paulo Ferro Instrumental: Luxuz Vídeo, Produção: Mattias Petullá Estúdio: VISAGE Assista mais Um vídeo: …

Janeiro, 2018

  • 20 Janeiro

    Entrevista com PESADELO ATUAL

    Grupo formado em 2006, diretamente da cidade de Gambé – Paraná, vem com letras pesadas, realistas, segue a entrevista com os manos.   1 – POR FAVOR, MANOS SE APRESENTEM? Primeiramente um salvee forte abraço (Jé) Forte abraço (Japa) 2 – EM QUE VOÇÊS SE BASEIAM NA HORA DE COMPOR? (Jé) Bom as dificuldades que travamos diariamente, a situação em …

Dezembro, 2017

  • 27 Dezembro

    ENTREVISTA COM REL FIRMA ZICA

    1- COMECE SE APRESENTANDO MEU MANO ? R –  EU SOU O REL FIRMA ZICA, COMECEI NO RAP EM 2007, ONDE ORGANIZAVA ALGUNS EVENTOS EM ESCOLAS E PRAÇAS PÚBLICAS NO BAIRRO ALTO, REGIÃO NORTE DE CURITIBA-PR! MEU PRIMEIRO CONTATO COM OS PALCOS FOI ATRAVÉS DAS BATALHAS DE FREESTYLE (RIMAS DE IMPROVISO) ONDE TIVE O PREVILÉGIO DE GANHAR ALGUMAS DAS PRINCIPAIS …

Novembro, 2017

  • 27 Novembro

    ENTREVISTA COM PATETA / CÓDIGO 43

      ENTREVISTA COM PATETA/ CODIGO 043/ PIRA PURA Vamos falar um pouco com ele, Pateta, integrante do grupo Pira Pura deste 1999, vai falar um pouco do seu projeto Código 043, seu trabalho solo. 1 – Comece por favor se apresentando meu mano ? R – Meu nome é (Anderson Gonçalves Nunes). 2 – Como foi seu inicio de sua …

Agosto, 2017

  • 15 Agosto

    Entrevista Com Grafiteira Pagú

    katiuscia coelho, PAGÚ 29 anos Pelotense, que mora em porto alegre ha 10 anos. Feminista, fotografa e graffiteira dos ul. Apaixonada por arte,  fortalecendo a cena com registros de cypher, graffites e streetart em geral, Buscando emponderar as manas, e colocar o nome da PAGU (feminista, revolucionaria dos anos 30) na rua.comecei no inicio de 2016  colar stickers na rua …